terça-feira, 15 de março de 2016

Larus melanocephalus

Larus melanocephalus

Mediterranean Gull | Mouette mélanocéphale | Gaviota cabecinegra | Gaivota-de-cabeça-preta


A Gaivota-de-cabeça-preta é uma espécie costeira característica da Europa. As populações nidificantes espalham-se por toda a Europa central e Mediterrâneo.
Durante o Inverno dispersa-se pelas costas do noroeste africano, do Mediterrâneo, do Atlântico e do Mar Negro.
No litoral português esta gaivota distribui-se maioritariamente na zona sul do país. Talvez reflectindo movimentos migratórios, de e para as zonas de reprodução, registamos a norte do país pequenas concentrações nos períodos pré e pós-nupcial.
A origem das aves que invernam em Portugal é diversificada existindo registos de indivíduos provenientes de praticamente todas as áreas de nidificação.
A Gaivota-de-cabeça-preta sendo uma espécie de hábitos pelárgicos, alimenta-se na proximidade da costa até ao limite da plataforma continental, pelo que, a melhor altura para observar esta espécie seja de manhã cedo ou ao fim da tarde quando regressa a terra para descansar.
A população global parece estabilizada, embora nas últimas décadas se verifique uma tendência para um aumento assinalável na Europa ocidental. Este aumento tem reflexos em Portugal, onde a espécie passou de rara, no principio do século XX, para a situação actual em que existem registos de concentrações anuais superiores a 1000 indivíduos, admitido-se que invernam mais de 7000 aves na zona sul do país.
Como referido anteriormente, esta espécie é mais abundante no sul do país sendo possível aí também registar maior numero e diversidade de origens.
No Norte da Península Ibérica (norte de Portugal e Galiza) é mais frequente observar gaivotas anilhadas na Bélgica, Holanda e França. Todavia, o esforço no aumento de anilhamento de aves desta espécie noutros países e o aumento do numero de pessoas entusiastas a olhar para as patas das gaivotas (Ringwatchers) vem permitindo a identificação de aves de projectos bastante mais longínquos.
A título de exemplo dos registos desta espécie em Portugal junto uma observação de uma ave Polaca no Sul do país [PJHS] e outra a Norte [RR21] de origem Francesa.



Anilha: PJH8

- Anilhada na Polónia a 09-05-2012 (>3 cy), por Marcin Sidelnik.


Observação:
- Data: 27.02.2016
- Local: Algés, Lisboa, Portugal.

- Observação e foto de António A Gonçalves




- Anilha: RR21
- Anilhada por: Frank Salmon
- Data e idade: 15.07.2013 - Pinto
Observação:
- Data: 08.03.2016
- Local: Praia de Matosinhos, Portugal


Quadro de observações anuais
ANO
JAN
FEV
MAR
ABR
MAI
JUN
JUL
AGO
SET
OUT
NOV
DEZ
*
2013






1





1
2014





1






1
2015




4

1





5
2016


1









1

Observações em França

Observada em Portugal
* Numero de observações anuais registadas

Observadores:
Em França: Régis Marty, Alain Fossé, Patrick Derrien, Benjamin Griard
Em Portugal: José Marques

Polder de Sebastopol > Praia de Matosinhos = 827 kms (em linha recta)

Curiosidades migratórias:
- Passa regularmente o período de nidificação no local de origem.
- A observação em Matosinhos é o primeiro registo fora de França.





Agradecimentos:
- António A Gonçalves.

- A história de vida desta ave foi disponibilizada por: Camille Duponcheel (The Green ringed Mediterranean Gull Team-France)

>>||<<